Abandonando toda música

É claro que me senti estranho escrevendo este texto. Afinal, me sinto tentado (“racionalmente”) a assumir uma posição desconfortável, compartilhada apenas por certos tipos de fundamentalismos cristãos (puritanismo) e muçulmanos (Taliban). Minha posição é, de fato, radical: Música é como um parasita. Naturalmente, não tenho qualquer motivação “espiritual” ou “religiosa” pra chegar à essa conclusão […]